segunda-feira, 1 de setembro de 2014

DF: GDF e empresa são multados em R$ 10 milhões cada por ruído em ônibus

A Justiça do Trabalho do Distrito Federal condenou a empresa Viação Planeta e o governo do DF a pagar multa de R$ 10 milhões cada por excesso de barulho dentro dos ônibus. Segundo especialistas, o ruído é prejudicial à saúde. O motor do veículo fica na parte dianteira, mais próxima de motoristas e cobradores.

A direção da empresa afirmou à TV Globo nesta segunda-feira (1º) que ainda não havia sido notificada. A Procuradoria-Geral do DF disse que vai recorrer da decisão.

A Viação Planeta é a sexta empresa multadas no DF pelo barulho dos motores. O dinheiro deve ser revertido a pesquisas e a entidades que cuidam de pessoas com surdez.

A cobradora aposentada Sirlene Tomé da Conceição afirma que é uma das vítimas do ruído causado pelos ônibus. Ela diz que teve perda total de audição em um dos ouvidos e perda parcial no outro em decorrência da exposição ao barulho durante os doze anos em que trabalhou com o serviço.

Devido ao zumbido, ela afirma que só consegue dormir após ingerir remédios. "É o barulho do motor direitinho na sua cabeça. Ele fica 'tum, tum, tum'", diz. Os médicos atestam que a perda do sentido ocorreu por ela trabalhar perto do motor.

Análise feita pelo Ministério Público do Trabalho aponta que metade dos 15 mil rodoviários afastados do trabalho entre 2001 e 2011 no DF apresentava perda auditiva por exposição a ruído. O problema de saúde é progressivo e irreversível.

O levantamento aponta também que os 4.946 motoristas e cobradores afastados durante o período, por problemas auditivos, causaram impacto de R$ 27,5 milhões para a Previdência Social.

A frota de ônibus do DF passa por renovação, mas os novos veículos também têm o motor instalado na parte dianteira do veículo. O procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho do DF, Alessandro de Miranda, afirma que há um acordo em andamento para mudar a lei.

"Estamos em negociação com o GDF para um projeto de lei que permita que as empresas, quando forem trocar os ônibus, os tragam com motor traseiro, ar-condicionado e câmbio automático", afirma.

Fonte: G1 DF

Entorno DF: Dois passageiros são esfaqueados durante assalto a ônibus em Luziânia

Dois passageiros foram esfaqueados durante assalto a um ônibus do transporte coletivo que fazia o trajeto entre Gama, no Distrito Federal, e Luziânia, em Goiás. Segundo a Polícia Militar, os dois criminosos estavam no veículo e anunciaram o roubo quando o ônibus passava pelo trevo de entrada de Luziânia, na tarde de domingo (31). Esse é o terceiro assalto registrado na mesma linha em um período de pouco mais de um mês.

Uma das vítimas foi atendida no Hospital Regional de Luziânia. O G1 entrou em contato com a unidade, mas o hospital não informou o estado de saúde do paciente. Outra vítima foi encaminhada ao Hospital Regional do Gama, no DF, onde vai passar por uma cirurgia.

De acordo com a PM, os criminosos assaltaram 20 pessoas. A polícia não informou quais os objetos foram roubados pelos assaltantes. A dupla fugiu e, até a manhã desta segunda-feira (1º), nenhum dos suspeitos havia sido identificado.

Fonte: G1 GO

sábado, 30 de agosto de 2014

Goiânia: Saiba como funciona o sistema de monitoramento da segurança nos ônibus da RMTC

O Olho no Ônibus – Sistema de Monitoramento da Segurança no transporte coletivo foi lançado dia 26 de agosto, com a instalação inicial de 540 câmeras em 160 ônibus que circulam na área Oeste da RMTC. A previsão é que o projeto se estenda para toda a frota até o fim do ano.

Assista o vídeo e entenda como funciona esse sistema de segurança pioneiro no Brasil.



Fonte: RMTC Goiânia

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Goiânia: Passageiros fecham Terminal Novo Mundo após atraso de linhas

Cerca de 500 usuários do transporte coletivo, segundo a Polícia Militar, protestaram por volta das 18h desta sexta-feira (28) contra a demora e a falta de ônibus em algumas linhas no Terminal Novo Mundo, em Goiânia. A entrada e saída dos veículos foram bloqueadas por aproximadamente uma hora. Um adolescente foi apreendido suspeito de quebrar a janela de um dos ônibus.

Em nota encaminhada ao G1, a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) reconheceu que houve atraso em algumas linhas e disse que acionou as empresas operadoras do sistema sobre o problema. No entanto, afirmou que está proibida pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) de multar as empresas. A companhia entrou com recurso e aguarda nova decisão.

De acordo com os relatos dos manifestantes à polícia, veículos que saem do terminal em direção à cidade de Senador Canedo, na Região Metropolitana, estavam com mais de 40 minutos de atraso. De acordo com a polícia, a demora pode ter sido provocada por uma carreata política, que gerou congestionamento no trânsito.

A situação foi normalizada aproximadamente às 19h, com a chegada dos ônibus que estavam atrasados.

Fonte: G1 GO

DF: Gama recebe 26 ônibus novos

A partir deste sábado (30) 22 ônibus antigos da Viação Pioneira que circulam no Gama serão substituídos por 26 veículos da Viação Marechal. São 21 veículos convencionais e 5 articulados que farão as linhas 0.205 e 205.1, que vão para Taguatinga. Segundo o DFTrans, nove mil passageiros utilizam diariamente as duas linhas.

Segundo o DFTrans, a entrega faz parte do cronograma de renovação da frota do Sistema de Transporte Público Coletivo do Distrito Federal, e atende à reivindicação dos moradores das duas cidades.

"Resolvemos repassar as linhas à Viação Marechal por contarem com veículos novos, e em quantidade maior para atender a crescente demanda entre as duas regiões. Além disso, as linhas também atendem parte da demanda do Recanto das Emas e Riacho Fundo II. Esses passageiros terão todos os benefícios da renovação dos ônibus", ressaltou o diretor geral do órgão, Jair Tedeschi.

Os veículos da Viação Marechal - que são da cor laranja - possuem diversos itens adicionais de qualidade, como bancos estofados com apoio para a cabeça; aviso luminoso traseiro da velocidade do veículo e acessibilidade para pessoas com deficiência.

INTEGRAÇÃO - Com a entrega dos novos ônibus, os passageiros poderão usufruir da integração. Para usar o benefício basta o usuário portar um Cartão Cidadão, ou o cartão de Vale Transporte, além do Bilhete Único. Todos os cartões podem ser reabastecidos.

O passageiro poderá fazer até dois novos embarques, no período de duas horas, desde que no mesmo sentido da primeira viagem e que o veículo do primeiro embarque não tenha como destino final o mesmo ponto final do segundo embarque, o que não justificaria a troca de veículo.

O valor máximo da tarifa sempre será R$ 3 (somando os embarques), e nunca passará disso. O Cartão Cidadão pode ser adquirido nos postos do Sistema de Bilhetagem Automática (SBA) do Gama, Taguatinga, Sobradinho, Conic e Galeria dos Estados.

O Bilhete Único pode ser adquirido em todos os postos do SBA ou postos do BRB Conveniência. O valor da carga inicial é R$10, totalmente convertidos em créditos.

Fonte: Agência Brasília

Goiânia: Prefeitura de Goiânia licita trecho da Marginal Cascavel

Na manhã desta sexta-feira, 29, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Administração (Semad), abriu os envelopes com as propostas feitas pelas três empresas habilitadas a executar a obra de reurbanização do Córrego Cascavel. A Empresa Sul Americana de Montagens S.A (EMSA) apresentou o menor preço e tem até segunda-feira, dia 1°, para entregar a proposta ajustada.

O projeto, que tem financiamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), fará a canalização de 2,2 quilômetros do Córrego Cascavel para melhorar o escoamento de água e construirá 4,4 quilômetros de vias marginais que ligarão a Avenida Castelo Branco, em Campinas, até a Avenida Leste-Oeste, na Vila Santa Helena.

“Essa obra facilitará o tráfego na região e trará grande benefício para a população que circula pelas vias”, pontuou o diretor do Departamento de Controle e Programação de Contas da Semad, Ednelson Viera do Nascimento.

A licitação foi realizada pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que seleciona pelo menor preço e é mais ágil que o processo licitatório normal. A partir da aprovação pela prefeitura da proposta ajustada encaminhada pela EMSA, o que deve acontecer em 40 dias, a empresa tem 24 horas para começar as obras e 18 meses para concluí-las.

Além da EMSA, estavam aptas a concorrer as empresas Sobrado Construção Ltda. e Construtora Central do Brasil S.A (CCB). Ambas declinaram suas ofertas.

Fonte: Prefeitura de Goiânia

DF: Ponto de ônibus em Samambaia tem complicado o trânsito



Fonte: SBT Brasília